Amendoim Português Entra no Mercado Nacional

slide-small-1
slide-small-1
Pioneira na cultura do fruto “escondido” com destino à exportação industrial, a Torriba não largou mais o amendoim. Três anos depois preparam-se para abastecer Portugal. In Jornal Expresso
 

Consulte a notícia Expresso na íntegra aqui.

slide-small-1
slide-small-1
slide-small-1
Ao contrário de outros frutos secos, a cultura do amendoim é subterrânea. Da planta leguminosa nasce uma flor, da flor um espigão que se coloca na terra e se desenvolve enterrado. Os registos históricos desta produção em Portugal recaem no Algarve, particularmente em Aljezur. O amendoim é ali designado de Alcagoita. Outrora importante naquela região, hoje sem expressão. Da criação na década de 80 de uma associação nacional de produtores de amendoim,  passou-se ao abandono do cultivo e a organização desapareceu. Há quem ainda produza para consumo próprio e venda em mercearias biológicas. 

A única produção de dimensão assinalável em Portugal está a quilómetros a norte do Algarve, nas mãos da Torriba. Mas segue toda para exportação. Dentro de meses, esta realidade vai mudar. "É um ensaio de cerca de um hectare e meio e que está a ser feito em campos de dois agricultores nossos. Estamos a falar na ordem das seis toneladas", revela o engenheiro Gonçalo Escudeiro, diretor executivo desta organização de produtores de hortofrutícolas localizados essencialmente no Ribatejo. "Vamos ter pela primeira vez amendoim com casca para comercializar no mercado nacional. Devemos chegar em Outubro". In Jornal Expresso